3 de outubro de 2009

A Decisão

“Cada pingo de chuva rolando no vidro da janela de meu quarto, cada um é a certeza da decisão que tomei, de hoje em diante vou arrancar você de meu coração ferido e dolorido custe o que custar! Vou lutar com todas as forças para mostrar para o mundo que você não merece meu coração que te deu tanto amor e você desvalorizou me abandonado.
De hoje em diante vou acordar cedo todas as manhãs e vou ver o sol nascer, vou ler os livros que você não gostava, vou sair de meu mundinho limitado e aproveitar a vida, vou começar a fazer tudo que gosto e não fazia antes para deixar você feliz. Com essa chuva lá fora comecei a me toca que eu perdi tanto tempo idolatrando uma pessoa que não mereceu nada de mim.
Por isso fui lá fora e me atirei em um belo banho de chuva, corri, chutei a água, rodopiei, fiz coisas que me deixaram alegre e esquecendo de tudo que estou passando, ao retornar para meu quarto olhei a chuva rolando no vidro da janela e vi que a cada pinguinho minúsculo tinha mais certeza da minha decisão, ainda estou aqui enrolada em uma toalha e os cabelos a escorrer água escrevendo mais essa carta para você ver que estou feliz a qualquer problema que passa em minha vida!
Mais uma carta terminada, agora vou lá me secar do meu inesquecível banho de chuva.
Até qualquer dia!”

P.S.: Bom, eu vou continuar com os textos sim, já que a maioria disse que queria que eu continuasse *-*
Esse texto é continuação do O que eu ainda não entendi e Por quê?!, mas não é obrigatório ler eles para entender esse, então, quem pegar o texto de agora em diante não é necessário ler os anteriores, vai entender ele.
P.S.:² Só para relembrar que esses textos são fictícios, e não aconteceram comigo.

Beijo e Bom fim de semana!

24 comentários:

D* disse...

Eu adoro, ADORO, ler estes textos! Estão tão bem escritos que quase temos a sensação de estar a observar a chuva :D

Beijinho**

Jéssica Trabuco disse...

Esse texto me lembrou uma música de chimarruts.
"deixa chuver, deixar.. a água lágrima divina vai purificar..."
Amo chuva.. e gosto de sentir cada gota tocar em mim, me faz repensar na vida!

HSLO disse...

Irei fazer isso com a minha vida:


"...acordar cedo todas as manhãs e vou ver o sol nascer, vou ler os livros que você não gostava, vou sair de meu mundinho limitado e aproveitar a vida".

Amei o texto viu...parabéns amiga.


abraços


Hugo

Juliete Souza disse...

Oii!
Lindo demais o texto.

"...acordar cedo todas as manhãs e vou ver o sol nascer, vou ler os livros que você não gostava, vou sair de meu mundinho limitado e aproveitar a vida". (Minha parte preferida do texto)

Bju =D

Wevertton disse...

Amei o texto, continue escrevendo sim!! Era vc que tava me seguindo no Twitter? Desculpa so vi hj! MAs ja tô seguindo tbm viu?! PAssa la, otimo domingo! O beijo

@philipsouza disse...

Nusss agora pareceu uma sensação de liberdade ne..sai daquilo q me prendia...vou ser i que sou.....

nuss..vc parece q deu um acorda ai.....

bjao linda..como sempre....

meus instantes e momentos disse...

muito bom o texto, muito bom qdo diz..." vou sair desse mundinho limitado, e viver..." é isso mesmo, a vida é ar, é amplitude, é voar.
é ter plena consciencia de si, e viver....
Tenha um feliz domingo.
Maurizio

Jeniffer Yara disse...

Eu tô amando essa continuação sabia?!Rs' Ai esse ultimo foi o melhor,assim pra mim,pois foi o que mais me identifiquei!
"vou ler os livros que você não gostava"
"Vou lutar com todas as forças para mostrar para o mundo que você não merece meu coração que te deu tanto amor e você desvalorizou me abandonado."


Demais mesmo!*.*Para textos ficticios,eles demosntram ser bem verdadeiros,isso faz deles melhores ainda!
Bjs!

Carolzinha Sena disse...

ah, que bom que você continuou, não poderia nem deveria mesmo parar de escrevê-los.

Varda disse...

Menina,escreva,escreva sempre.Seus textos são muito bons.

Rafael disse...

É, isso aí, você deve aproveitar a sua vida da melhor maneira possível!
bjs

Juliano disse...

*_*.! Ficou muito lindo e perfeito Carol.

Você escreve de mais.!

Beijooooos e ótima semana

Matheus disse...

Adorei os seus textos são incríveis e profundos, mas me bateu uma duvida apesar de tudo você sempre coloca que não é nada real mas seria possível que na verdade isso realmente aconteceu com você,como eu ja disse são muito profundos e é dificio de imagina que você apenas se inspiro do nada normalmente esse tipo de texto surge apenas na experiência vivida.Me desculpe se estou sendo intrometido ou metido mas é que realmente me interessei nos pelos textos.

Dani disse...

olá! estava lendo uns textos seus, e gostei muito!

Não pare não, voce tem talento!

beijos

japanese lollipop disse...

E são lindos :)

Caique Almeida disse...

E ai, tudo bom?!
É a primeira vez que eu passo por aqui e tenho que dizer que eu to impressionado, tanto pelos posts quanto pelo layout em si, fico muito bacana o jeito que voce montou ele!

Sobre o post: É muito dificil acreditar em voce quando tu diz que "foram coisas que nao aconteceram comigo". Porque vc escreveu algo muito parecido de alguem que realmente tenha passado por essa situaçao.

Já rolou comigo antes, nada saudavel!

Tenha uma boa semana, coraçao!
;D

Caique Almeida
http://butequeirosdeplantao.blogspot.com/

Alma inquieta disse...

Olá meu amor!

Cada ensinamento menina..., pareces gente grande...!
Parabéns!
Como me orgulho de ti!

Um beijo enorme meu Anjo Lindo!

Stephanie Lopes disse...

OOOii
gosteei dakii
vou te seguir tb taa

beeijos

Marcus Malta disse...

Acho que a sua ficção é a minha realidade.
É bom lêr uma dor parecida, triste, porém boa, é reformulante.

Beijos, estou seguindo.

Chris disse...

gosteei do 'texto' *----*

to seguindo ok?

beijoo

Flavih Jones disse...

Deu até pra sentir a sensação de chuva aqui. =D

Adorei o post.
Mtooo bauum.

Beijo

Giovanna disse...

o texto ficou lindo *-* viajei com a história xD



"idolatrando uma pessoa que não mereceu nada de mim." Nunca Mais

Maari. disse...

" Cada pingo de chuva rolando no vidro da janela de meu quarto, cada um é a certeza da decisão que tomei"

Uaai.
Que texto, gostei mesmo.

=*

carla l. disse...

A princípio, acredito que tenha sido um erro ela deixar de fazer tantas coisas por ele, mas isso quase sempre é consequencia do amor, do fato de se entregar a alguém. E, quem sabe, não tenha sido melhor assim? A lição que ela pôde tirar disso jamais será esquecida, com certeza.

A propósito, tenho muita vontade de ler 'O Guardião de Memórias'. É bom?

Já está sendo seguida também! Um beijo.