18 de agosto de 2010

Carta a um amor distante

Querido amor,

Como as nossas vidas se encontram sem mais nem menos, é incrível não é? Pode até ser estranho tudo isso, mas é a pura verdade e realidade, já nos conhecemos há dois anos e nesses dois anos temos tantas histórias pra contar, tantas idas e vindas, até namorados já fomos não é mesmo? Pois é, acho que as nossas recaídas e desejos comprovam isso. O desejo fala mais alto que nós dois, sim, todas as vezes que nos encontramos escondidos só para olhar nos olhos um do outro, ou até mesmo para dizer um oi, mas aquele beijo nunca faltava.

Hoje, descobrimos, melhor, hoje não, há tempos viemos escondendo o amor, por medo de perde a amizade, por insegurança de nunca esse amor dar certo. Toda a amizade que tínhamos há que construímos há dois anos, serviu pra unir nossos corações, a nossa
química. E neste meio tempo, esse sentimento ficou cada vez mais forte virou amor, amor de verdade, aquele que une a energia de dois corpos.

Esse sentimento mudou a minha rotina, os meus pensamentos, a pessoa que eu sou, me fez ver que a vida não é tão injusta quanto parece, esse sentimento me alimenta.

As nossas histórias que não serão esquecidas, um dia vão ser lembradas por um de nós dois, e vamos ter mais certeza que há escolha certa era sentirmos o mesmo sentimento um pelo outro, a razão é você, eu vejo isso, eu sinto, eu sei!

Eu sei que se você estiver do meu lado, tudo vai fazer sentido. Mas acabamos nós afastando por insegurança, por medo de nunca dar certo, mas mesmo assim obrigada por todos os momentos, todas as histórias, e por todo sentimento que sinto.

Pode não ser nessa vida, mas você ainda vai ser meu!

Carinhosamente,

De um amor distante.


Pauta Bloínquês

15 comentários:

Luiz Brisa disse...

achei lindo
*-*

Virginia Letice disse...

Muito bonito msm *----*
http://virginialetice.blogspot.com/ - visite :)

Karla Hack disse...

Uma verdadeira entrega nesta carta..
Linda demais!
E belo layout!
;D

William disse...

Só de gostar de Janis Joplin, já está de parabéns pelo blog.
Valeu.

saudeecompanhia disse...

perfeito!uma carta sentimental!

Gustavo Andrade disse...

Muito bom mesmo, e concordo com o William, gostar de Janis Joplin é estar de parabéns :D

http://gustaandrade.blogspot.com/

Karen disse...

O amor é essencial a nossa vida. Mas antes de amar alguém, de nos entregarmos a um amor, é preciso que nos amemos, acima de tudo.

Jooh disse...

Muito bonito *-*

http://aceinthesleeve.blogspot.com/

Tomaz C Frausino disse...

Eu queria receber uma carta dessas..
Você escreve muito bem... um errinho ou outro... mas nada muito gritante...
Parabéns

Ana.K disse...

Parece as cartas que escrevo e nunca nunca nunca envio u.u

Beijos Caroles *-*

Luiz Henrique disse...

quem não gostaria de receber uma carta dessas *--* você escreve muito bem amor

Leila Reis disse...

lindo mesmo :)

Gabriela Petrucci disse...

Esse texto me lembrou muito uma música, que eu gosto muito, por sinal. Chama Crime, é do Henrique Cerqueira, ex-vocalista da banda Pimentas do Reino.

E se eu te disser que eu li Coraline ali em cima da caixa de comentários e fiquei pensando se tinha alguma coisa a ver com o filme? :$

Enfim, taurinas são demais! (H)

Beijo

Debbys disse...

que coisa mais linda!! as vezes é de uma grande amizade que surge um grande amor... sou prova disso! xD

bjss

Bells disse...

Nossa, o seu texto está maravilhoso, eu gostei muito, mesmo. É como se tivesse escrito pra mim, e por mim, me fez pensar em muita coisa, bom parabéns.

xoxo