21 de outubro de 2010

São apenas pensamentos; [2]

Eu devia ter deixando de ser cega, e ter gastado menos suspiros com você. E agora de que adiantou tudo isso? Um abalo? Eu falei que não iria me abalar mais, mas eu sou fraca. Eu aprendo com os meus erros, e acabei de ver que você foi um deles, a partir de agora, você passa a ser apenas mais um dos que passaram por aqui, nada mais, além disso. Estou te esnobando? Sim, e daí? Você não fez o mesmo comigo? Pois então, cresça! Esse é o único conselho que posso te dar. Larga a infantilidade, e aprenda a reconhecer o que faça. Tem vergonha de reconhecer o que fez? Falta de caráter! É isso, você não presta!
Não sabe a raiva que se acumulou no meu peito, tenho vontade olha na tua cara e te contar detalhe por detalhe do que se passou naquele dia, mas do que adiantaria? Como eu disse, é passado, você é apenas um passado, nada mais. Não quero mais me abalar, e definitivamente, suma!



6 comentários:

Jeniffer Yara disse...

Mesmo que a raiva daquele alguém que te feriu esteja presente,é preciso mesmo seguir em frente,e esnobar sim!

Saudades daqui *-*
Beijos

nostalgia_tedio disse...

Chega de ódio mocinha! :-)
que tal pensar um pouquinho positivo?

Jéssica Trabuco disse...

O melhor de tudo é esquecer... e viver.

Debbys disse...

Isso aí, joga na cara! não podemos guardar nada no nosso coração!
bjss

Wanessa Flôres disse...

Adorei a forma de expressão, nós não podemos guardaar nada pra si e também não podemos permitir que pessoas desse tipo tirem o que nós temos de melhor: a auto estima e autoconfiança.

Julie disse...

Só aprendemos a ser fortes depois que conhecemos a fraqueza =) Lindo texto, entendo perfeitamente o que quer dizer! Um beijo